Jovens empreendedores apostam no mercado gastronômico de Brasília

24 April, 2017 / by admin

Eles estão todos em torno dos 27 anos ou mal ultrapassaram a barreira dos 30. São filhos de classe média ou média alta, mas estão correndo atrás da realização de seus próprios planos. Escolheram para isso o mercado gastronômico, por paixão pelo assunto ou por enxergarem ali boas possibilidades de retorno financeiro e profissional.

Um número significativo de bares e restaurantes surgidos em Brasília nos últimos anos está nas mãos de uma nova geração de empresários. Há os que conciliam o espírito empreendedor com o talento culinário; outros, a maioria, atuam na gestão do negócio, mas sem tirar o olho da cozinha.

No primeiro caso, estão Leandro Nunes, 31 anos, do Jambu, e Nicolas Fujimoto, 30, do DuoO. No segundo, os amigos Tarso Frota, Andrei Prates, Rodrigo Melo, todos de 27 anos, e Guilherme De Sordi, 28, sócios no Cantucci, no Mr. Brownie, na distribuidora Pulso e na realização do festival Casa Beer.

Rafaela Felicciano/Metrópoles

Parceria bem-sucedida
Aliás, um aspecto interessante é a frequência com que esses novos empresários se arriscam em projetos coletivos. São exemplo os irmãos Gustavo e Fred Leal, que se uniram a Guilherme Silva e Cássio Aguiar para abrir em breve o Contê — Food & Drinks (403 Sul), e também Pedro Caetano, Henrique Migras e Ronnie Moura, sócios no Mercadito (202 Sul),.

O exemplo mais bem-sucedido, no entanto, é o de Tarso, Rodrigo, Guilherme e Andrei — que acabam acabam de se associarem a Simone Garcia no Jámon Jámon (109 Norte). Vão cuidar da parte operacional para que a chef possa se dedicar mais ao que ela gosta: a cozinha.

Os três primeiros se conheceram na Universidade de Brasília (UnB), onde cursaram administração e atuaram na AD&M Consultoria Empresarial, empresa júnior da universidade. A partir de lá surgiu a oportunidade de fazerem uma consultoria para a Mr. Brownie, que passava por turbulências.

União de forças
De consultores, acabaram virando sócios, em 2011, e assumindo a gestão do negócio. Na mesma época, Andrei, amigo de Tarso desde os tempos do Colégio Marista e também recém-formado em administração no UniCeub, abria o Cantucci.

No ano seguinte surgiu a ideia de unirem forças. Os quatro seriam sócios nas duas empresas e no que mais aparecesse dali em diante. “Achamos que eram conhecimentos que se complementavam, que todos ganharíamos”, diz Andrei. E deu certo.

Além da aquisicão do Jámon Jámon, a Mr. Brownie virou franquia e o grupo também se dedica a prestar consultoria para empresas. E interessante é que, com exceção de Andrei, filho dos proprietários da Frutacor (empresa de cestas de café da manhã), todos são filhos de servidores públicos. “É um choque, né? Porque temos uma realidade bem diferente do dia a dia deles (risos)”, conta Tarso.

 

Fonte: http://www.metropoles.com/gastronomia/comer/jovens-empreendedores-apostam-no-mercado-gastronomico-de-brasilia

Comments are closed.